terça-feira, 10 de abril de 2012

Um Fiuza é sempre um Fiuza

E tem um colunista ( PHA chamaria de "colonista" ) chamado Guilherme Fiuza que publicou na Revista Época - braço semanal das Organizações Globo e co-irmã da Veja - um texto ofensivo à toda a população brasileira, ou no minimo à todos os simpatizantes e eleitores de Dilma.

O sujeito, tomado de inveja escalafobética, declara referindo-se aos estupendos 77% de aprovação à Dilma:

"Não dá mais para dourar a pílula. Num cenário como esse, só resta adotar a solução proposta certa vez pelo colunista Tutty Vasques: cadeia para a opinião pública.

E cadeia por vadiagem"



Na lógica estúpida do sujeito estúpido  ( estou a vontade para ofende-lo na medida em que ele declarou que devo ser preso por vadiagem) os supostos escandalos sobre corrupção - nenhum até agora definitivamente comprovado - envolvendo ministros e ministérios são fruto do estilo de governar - antes do Lula e agora da Dilma. E, segundo o raciocinio do tal imbecil, aquela parte da população que apoia a Dilma - e por tabela apoia Lula - tolera corrupção e, por isso, é vadia e tem que ir pra cadeia. 

Antes de mais nada esse estúpido ser deve estar desconectado do que se lê por aí nos últimos dias: que em razão da descoberta das maracutaias do auto-proclamado Probo Universal, O Demostenes, ficamos sabendo que ao menos uma parte dos "escandalos nos ministérios" são resultado de relações promiscuas entre senadores, deputados, bicheiros, governadores e jornalistas, - todos da opoisição - que criaram factóides para eliminar desafetos da vida publica.

Alem disso hoje mesmo ficamos sabendo que Roberto Jefferson sustenta em sua defesa no STF que o mensalão é criação mental dele, Jefferson. ( leiam no Rovai )

Mas voltando ao idiota vemos que aos poucos o véu moralista e ético da imprensa vai caindo revelando que falastrões como os do tipo desse imbecil não são mais que vozes alugadas aos verdadeiros articuladores de toda a espécie de vadiagem e vagabundagem que assola nosso Brasil, recheando páginas e páginas de jornais, revistas e telejornais de mentiras e calunias contra um governo legitimamente eleito e apreciado pela maioria da população brasileira e que é por quem esse babaca deve respeito.

Se dessemos trela à estupidez de raciocinio desse falastrão todo brasileiro que assistia a TV Globo nos tempos em que foi criado o Caçador de Marajás - um estelionato politico nacional - deveria ser preso por enganação e fraude.

E deveriam ser presos todos os leitores da Folha de S Paulo que sabidamente deu apóio logistico e de propaganda para a ditadura militar que matou e deu sumiço em centenas de brasileiros. Portanto os assinantes desse jornal são assassinos.

Do mesmo jeito os assinantes de Veja também deveriam ser acusados de enganadores da fé publica ou estelionatários quando se fica sabendo que um dos editores dessa publicação mantem caso promiscuo com um bicheiro, um fora da lei.

Esse desinfeliz refere-se a Dilma como faxineira. Aliás esse é termo usados por todos os capangas dos jornaleiros Civita, Marinho e Frias para citarem Dilma em suas reporcagens. Além de ser um termo com forte conteudo machista, reduz o mais importante cargo da Republica a fazer o que esses moleques fazem: escarafunchar gavetas e ouvir conversas atrás das portas, com o único proposito de manchar honras e fazer futricas, ao invés de apresentar propostas sérias para o bem do país.

E por ultimo mas não menos importante esse beócio deveria ir ao cartório mais próximo pedir que tirem de seu nome o sobrenome que ele herdou de seu pai - Ricardo Fiuza - que foi deputado pelo PFL um antro de pregadores morais de cuecas. Esse homem foi defenestrado da politica nacional quando era ministro no Ministério da Ação Social por que foi pego usando verbas publicas em beneficio de sua própria fazenda. E é bom que se diga também que Ricardo Fiuza serviu como ministro ao governo que representou a maior molecagem politica desse país - Fernando Collor - e que, bem ao gosto da direitona modernosa, governava o Brasil com frases estampadas em suas camisetas dominicais.

Fiquem em paz

Jonas



2 comentários:

  1. Edson Júnior (Aracaju / SE)11 de abril de 2012 11:06

    A melhor resposta a um imbecil, um frustrado como o Fiuza, é prestar-lhe solene insignificância. Aliás, não só a ele, mas a todo aparelho PIGuista. Ele e os demais de sua espécie (a dele) que chafurdem no lamaçal de seus atos, convicções e devaneios. Nós, vamos apoiando a presidenta Dilma e vibrando com o novo Brasil que nasceu a partir de Lula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Edson. Bem ao estilo os cães ladram e a caravana passa. Mas acontece que tem vezes que a vontade de responder é mais forte que o entendimento da insignificancia de algumas pessoas, daí...

      Excluir